AplicaçõesEcossistemasInternet das coisasInternet of ThingsIoTStartupsUncategorized

Startups Cariocas desenvolvem soluções promissoras em Internet das Coisas

Algumas Startups do ecossistema carioca estão se antecipando a essa forte tendência e já estão desenvolvendo soluções em Internet das Coisas

Quando consideramos o potencial de mudança e transformação de tudo que a internet das coisas irá proporcionar, fica difícil calcular qual o tamanho do impacto na vida das pessoas.

Essa tendência tecnológica que transformara a vida das pessoas, as indústrias, a agricultura e as grandes cidades, tem ganho relevância e se mostra irreversível em seu processo transformador.

A Phygitall Soluções em Internet das Coisas, busca cumprir um papel fundamental nesse processo: educar e orientar pessoas, empresários, entidades de tecnologia, governo e empreendedores de startups interessados sobre o tema.

Nossa missão passa por fomentar o ecossistema de tecnologia, oferecendo informação relevante e discutindo as possibilidades de transformar necessidades reais do mercado em negócios de escala exponencial em IoT.

Nossa missão passa por fomentar o ecossistema de tecnologia, oferecendo informações relevantes e discutindo as possibilidades de transformar necessidades reais do mercado em negócios de escala exponencial em IoT.

Acreditamos que todas essas startups e suas soluções são viáveis e se tornarão grandes cases de sucesso em suas áreas, resolvendo o problema nos seus mercados e ditando tendência daqui para a frente. Equipe Phygitall

Em uma de nossas reuniões como os Diretores e Gerentes de inovação do IPLANRIO, empresa responsável pela administração dos recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação do Rio de Janeiro, apresentamos o que estamos desenvolvendo de soluções junto com algumas das mais promissoras startups do ecossistema carioca.

Praticamente todas essas startups estão sendo aceleradas, esse ano, pelo Programa Startup Rio do Governo do Estado e algumas se apresentarão no DEMODAY, no próximo dia 19/12 no Museu do Amanhã.

Abaixo, apresentamos um resumo da atividade principal dessas startups e as oportunidades que estão enxergando em Internet das Coisas.

 

Internet das Coisas e as Startups Cariocas.
Internet das Coisas e as Startups Cariocas.

 

Want2Play – Atende a área dos esportes e lazer

A Want2Play é a melhor maneira de praticar esportes em grupo e conhecer novas pessoas em um mesmo aplicativo. Chamado de “Tinder dos esportes”, a startup foi criada para conectar pessoas que querem, de maneira fácil e divertida, praticar seus esportes favoritos.

A Want2Play está desenvolvendo uma academia ao ar livre usando um contêiner instalado em pontos pela cidade, onde alunos e professores poderão usar os equipamentos nas proximidades e os professores poderão dar suas aulas aos interessados que agendarem via o aplicativo móvel.

A tecnologia da Phygitall, aplicada ao negócio da Want2Play, permitirá monitorar os equipamentos via rastreador embutido e assim, evitar roubos e furtos, ou até mesmo perdas desses aparelhos. Os acesso aos contêineres, por parte dos professores, poderão ser acessados através da conectividade LoRa. E os alunos poderão deixar seus pertences, carteira, celular, relógio, etc em lockers com senhas pessoais e segurança, também controlados via app mobile.

Esse é o conceito de academia livre e acessível a todos da startup Want2Play.

Para saber mais: http://www.want2play.me/

Want2Play e a Internet das Coisas
Want2Play e a Internet das Coisas

 

Adorável Criatura – Usando a tecnologia para melhorar o cuidado aos Pets dos brasileiros.

A Startup Adoravel Criatura, que conecta pessoas e seus pets com quem oferece produtos e serviços nesse mercado, prevê o desenvolvimento de duas soluções que demantam IoT.

Uma dessas soluções, também está sendo desenvolvida em parceria com a Phygitall, e se baseia em oferecer aos proprietários de cães e gatos uma embalagem ou recipiente de ração que informa, via dispositivo conectado à internet, quando é hora de repor a comida dos bichinhos.

Fique de olho, em breve isso estará na sua casa!

http://www.adoravelcriatura.com.br/

Adorável Criatura e a Internet das Coisas
Adorável Criatura e a Internet das Coisas

BBMAX – Monitoramento de ativos para pequenas e médias empresas.

A startup auxilia o secretariado de pequenas e médias empresas a fazerem seus serviços mais burocráticos de forma automatizada e assim eliminando os processos repetitivos.

E pensando em Internet das Coisas, a fundadora Aline Ornelas identificou a possibilidade de melhorar o monitoramento de ativos e estoques dentro de almoxarifado e inventário de pequenas empresas utilizando a tecnologia da Phygitall para redes e dispositivos conectados aos objetos.

Junto com outras tecnologias, como o RFID, será possível, localizar e controlar com facilidade qualquer objeto ou produto estocado, facilitando o controle e evitando o desperdício de tempo alocado para a contagem e controle de estoques.

Para saber mais: http://www.bbmax.com.br/

BBMax e a Internet das Coisas.
BBMax e a Internet das Coisas.

 

GERO 60 – Solução tecnológica que atende a saúde dos idosos

A Gero 60 é uma startup do programa startup Rio que está muito preocupada com a saúde e cuidado do idoso. Por isso, estão desenvolvendo um aplicativo mobile na versão Freemium que possibilita ser alimentado de dados sobre o idoso por parte do cuidador ou familiares. Também gera relatórios para que o médico acompanhe online a saúde, um tratamento ou até mesmo a qualidade de vida do idoso.

Mas uma necessidade percebida pelos fundadores da Gero 60, é o uso de um Wearable que colete essas informações de forma precisa e em tempo real, e que não dependa de alguém que para incluir as informações no aplicativo, assim, evitando possíveis erros na hora da digitação.

Pensando nisso a Gero 60 em parceria com a Phygitall, está desenvolvendo um wearable, uma pulseira tecnológica, que irá monitora, não só a localização dos idosos, mas também seus sinais vitais, sensor de movimento e botão de alarme. Isso permitirá a coleta precisa de informações em tempo real, garantindo a segurança da informação que será posteriormente analisada pelo médico ou familiares com maior precisão.

Para saber mais: http://gero60.com/

Gero60 e a pulseira para idosos desenvolvido em parceria com a Phygitall.

Shosp – Desenvolve sistema e soluções para clínicas, consultórios médicos e agentes de saúde.

O principal produto da empresa é um software médico na nuvem que melhora a conexão entre profissionais da saúde, pacientes e operadoras de planos de saúde. O sistema automatiza a gestão de clínicas e consultórios fazendo com que o prestador tenha mais tempo para cuidar do que realmente importa.

Os empreendedores da Shosp, Rodolfo Canedo e Maísa Marques, perceberam uma oportunidade de desenvolver uma solução em IoT, quando em contato com médicos cardiologistas, detectaram que esses profissionais encontram grande dificuldade de analisar os dados coletados por pacientes do Holter Dinâmico. Esse é um exame que os pacientes ficam um dia inteiro coletando os batimentos cardíacos, e precisam informar absolutamente tudo que fazem e qual o foi horário.

Devido à dificuldade de coletar esses dados com precisão e por vezes influenciar a análise médica erroneamente, pensaram em uma solução que pudesse resolver esse problema.

A partir disso, a startup Shosp em parceria com a Phygitall, estão desenvolvendo um sensor de movimento atrelado ao Holter Dinâmico que envia e armazena informações do comportamento do paciente durante o exame.

Isso garantirá maior precisão e poder de análise do médico, que poderá cruzar os dados informados pelo paciente com os dados coletados pelo dispositivo de IoT acoplado ao equipamento de exame.

Para saber mais: www.shosp.com.br

 

Shosp e a solução em IoT para exames Holter Dinâmico.
Shosp e a solução em IoT para exames Holter Dinâmico.

Consertaê – Antenados nas melhores práticas de prestação de serviços ao consumidor.

O Concertaê é outra promissora startup que foi criada para oferecer ao mercado um atendimento técnico com mais qualidade, segurança e tempo para as pessoas que precisam consertar seus equipamentos eletrônicos como computadores, tablets, celulares e outros.

E antenados nas mudanças e oportunidades que a Internet das Coisas possibilitará, a empresa está projetando usar um dispositivo eletrônico conectado a uma rede IoT e com isso agilizar o atendimento aos seus clientes.

A proposta é inovadora e atende uma tendência cada vez maior do mercado que é de facilitar o acesso e conectar quase que automaticamente os clientes aos fornecedores e prestadores de serviço.

Receba técnicos de informática em sua casa com segurança e qualidade no serviço!

Para saber mais: http://consertae.com.br/

 

Consertaê e soluções para o mercado de serviços.
Consertaê e soluções para o mercado de serviços.

 

Fire in Rio – Game educacional para a prevenção de incêndios.

O game que foi desenvolvido para educar crianças e pessoas à utilizar corretamente os extintores. O game foi projetado para a conscientização do uso adequado de equipamentos que previnem e evitam os incêndios.

E pensando em Internet das Coisas, a Fire in Rio está construindo em parceria com a Fiocruz um novo App que utiliza realidade aumentada. O App se chama RaAedes, e se propõe a monitorar e interagir com os visitantes nos espaços de visitação da Fundação.

Na entrada, cada visitante recebe uma pulseira (wereable), que será desenvolvido pela Phygitall, e que envia informações em tempo real, permitindo a análise do trajeto das pessoas e a interação com as obras de arte dentro do Museu da Vida que fica na Fiocruz, na avenida Brasil, n. 4365, em Manguinhos.

Para saber mais: https://fireinrio.com.br/

Fire In Rio Games em Realidade Aumentada e conectividade com IoT.
Fire In Rio Games em Realidade Aumentada e conectividade com IoT.

Banco Digital Maré – Uma startup pensada para o desenvolvimento social das comunidades.

O Banco Digital Maré é uma startup social, voltada para atender regiões e comunidades que não possuem sistema financeiro, através de um aplicativo mobile que permita aos usuários pagarem suas contas, transferirem valores entre usuários através do aplicativo, além de  comprarem no mercado local utilizando a moeda digital que por escolha dos moradores da Maré, se chama “palafita”.

A Phygitall vê possibilidade de expansão desse modelo para outras comunidades do Rio, e através de uma Rede IoT pela cidade, isso poderia ser facilmente disseminado e incluso, até mesmo, o uso de um wearable que permitisse o pagamento em lotéricas, farmácias e supermercados dentro das comunidades sem a necessidade de um cartão ou dinheiro.

http://bancomare.com.br/

 

Banco Digital Maré e o desenvolvimento Social.
Banco Digital Maré e o desenvolvimento Social.

 

Internet das Coisas já uma realidade e nós acreditamos!

A Phygitall está conectada com o futuro desta tendência tecnológica e está ajudando a construir, não só a infraestrutura necessária para essas aplicações, mas todo um ecossistema de empreendedores e startups interessadas em desenvolver soluções em Internet das Coisas.

Acreditamos que todas essas startups e suas soluções são viáveis e se tornarão grandes cases de sucesso em suas áreas, resolvendo diversos problemas em seus mercados e ditando tendência daqui para a frente.

A Phygitall Soluções em Internet das Coisas acredita em vocês!

Sucesso a todos e contem conosco!

Phygitall

Fonte: Comunicação e Marketing Phygitall / Todas Startups parceiras relacionadas neste artigo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *