Sem categoriaUncategorized

Cresce interesse por IoT no Brasil, mas projetos ainda são de pequena escala.

Estudo indica que 73% das empresas de médio e grande portes no Brasil já possuem ou planejam a implementação de IoT nos próximos 12 meses.

Estudo sobre internet das coisas (IoT, na sigla em inglês), realizado pela Pyramid Research a pedido da Cisco e da Intel, aponta que 73% das empresas de médio e grande portes no Brasil já possuem ou planejam a implementação de IoT nos próximos 12 meses. Apesar de o cenário ser positivo, os projetos são mais locais e menores do que o previsto, revela Marcelo Kawanami, gerente de pesquisa da Pyramid Research.

O levantamento, que ouviu 1 mil empresas em 23 países, incluindo o Brasil, aponta que apenas 11% das companhias estão em processo de implementação global de aplicativos e soluções de IoT. Além disso, 45% das empresas estão com implementações de médio porte, ou seja, com menos de 500 objetos conectados por projeto.

Segundo o estudo, entre as aplicações que as empresas já adotam ou planejam adotar, o controle de ativos e pessoas aparece em primeiro lugar com 36% das menções. A implementação de sistemas de segurança inteligentes ficou na segunda posição, citada por 28% das empresas entrevistadas, seguida por sistemas inteligentes de automação para precificação de produtos, e sistemas preditivos para campanhas de marketing. Logo depois, aparece automação para precificação de produtos, com 26%.

Kawanami destaca, ainda, que 60% das empresas ainda enxergam IoT como sendo uma solução para melhorar eficiência operacional e reduzir custos. Já 24% delas mencionaram que pretendem aumentar suas receitas em produtos e serviços já existentes em seus portfólios por meio da IoT. Apenas 8% das empresas mencionaram que pretendem aumentar suas receitas a partir de novos produtos e serviços e outros 8% focam na IoT para melhorar seus processos de tomada de decisão.

“Internet das coisas é uma tecnologia disruptiva, que pode criar novos negócios e novas fontes de receitas para as empresas. Mas o cenário atual indica que apenas 8% das empresas no Brasil já enxergam IoT como tal”, observa o especialista, completando, contudo, que esse cenário deverá mudar nos próximos anos.

Os desafios da adoção, de acordo com ele, são muitos. Um deles, apontou, é a dificuldade de mostrar o real valor para os negócios, seguida por preocupações em torno da segurança e privacidade.

Em linha
Na visão de Severiano Macedo, especialista em soluções de IoT da Cisco, o Brasil não apresenta atraso em comparação com o quadro global quando o assunto é internet das coisas. A questão, segundo ele, é que o tema está emergindo em todo o mundo. Estados Unidos e Europa, no entanto, estão mais avançados com projetos já no ar.

Kawanami indica que, em solo nacional, a maior adoção de IoT está no setor de manufatura, especialmente para monitoramento da frota e controle de acessos. Há, contudo, grandes oportunidades no varejo. Ana Claudia Plihal, diretora de Commercial da Cisco, acrescenta que outra vertical que está apostando em IoT é a de entretenimento e de utilities.

Fonte: It Forum 365.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *